Tirando suas dúvidas da infraestrutura de construções

A construção civil é um ramo que é complexo, sem sombra de dúvidas. Isso pois sua missão é séria: Cabe aos profissionais da área, junto com os arquitetos, projetar edifícios que sejam, ao mesmo tempo, práticos, bonitos e, claro, seguros.

Como tais características não são fáceis de se equilibrar, tais projetos tendem a ser caros e demorados.

Isso, contudo, não quer dizer que uma pessoa comum não é capaz de entender como funciona um canteiro de obras, nem mesmo o que é necessário para que ela funcione corretamente.

Na verdade, é justamente o contrário: recomenda-se que todos saibam ao menos alguns detalhes a respeito dessa área, de modo que, quando for preciso realizar alguma intervenção em sua residência ou empresa, a pessoa saiba o que se passa.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira alguns itens importantes para a infraestrutura da sua construção:

Existem vários tipos de vigas no mercado

Quando o assunto é construção civil, boa parte das pessoas pensa imediatamente em uma estrutura de tijolos e argamassa, já que esse é o método construtivo mais comum no Brasil.

Porém, em alguns casos, o uso desses elementos não é o suficiente: é preciso ir além deles, de modo que a estrutura seja mais robusta.

Felizmente, existe um item projetado especificamente para essa finalidade: a viga de ferro.

Trata-se de uma barra metálica colocada na estrutura de modo a transferir os esforços verticais recebidos da laje ou transmitir determinada carga.

Na prática, isso significa que a estrutura se tornará mais resistente e estável, melhorando o resultado final da construção.

Porém, não basta conhecer a finalidade das vigas: também é preciso levar em conta que existem vários modelos desses itens no mercado.

coluna pop, por exemplo, se diferencia dos demais tipos pelo fato de ser uma viga eletro soldada.

Do mesmo modo, há aquelas que têm formatos distintos – em boa parte das vezes, conforme as letras do alfabeto, como no caso da viga H ou da I.

Em qualquer caso, é preciso consultar um profissional da área para saber qual é a melhor opção para a sua obra.

Pode ser preciso usar treliças

Por mais resistentes e robustas que as vigas sejam, é preciso ter em mente que, em algumas situações, elas podem não ser o suficiente para que o edifício seja seguro para seus frequentadores.

A boa notícia é que isso é facilmente contornável: basta investir em elementos estruturais complementares, como a treliça de ferro.

Trata-se de barras metálicas mais leves e finas, que têm a função de preencher vãos em casos nos quais as vigas, por algum motivo, não possam fazê-lo.

Como elas são capazes de suportar peso e força de uma forma equilibrada, elas são de grande ajuda para que o edifício seja mais estável.

Metais galvanizados costumam ser melhores

Metais como o ferro e o aço são de uso corriqueiro no ramo da construção civil. O motivo por trás disso é o fato de que eles são versáteis e resistentes, o que, por sua vez, ajuda a tornar a estrutura do prédio mais versátil e segura.

Entretanto, também é preciso levar em consideração que nem todos os metais são iguais: alguns deles passam por alguns processos complementares durante sua fabricação.

Um deles é a galvanização, que consiste em revestir o metal principal com um metal de sacrifício, que, por sua vez, pode ser uma substância tal como:

  • Cromo;

  • Ouro;

  • Zinco;

  • Estanho.

Essa camada extra é importante pois, quando o item for exposto a elementos que tendem a degradá-lo, ela se desgasta, mas mantém o metal principal intacto.

Na prática, isso significa que objetos como as calhas galvanizadas para telhados tendem a ter uma vida útil muito mais prolongada em comparação com itens que não passaram por esse processo.

Matéria-prima de qualidade é fundamental

Por último, mas não menos importante, é preciso ter em mente que todos os itens, independentemente do material com o qual são feitos, têm que ser confeccionados em matérias-primas de qualidade.

Do contrário, as chances de que eles não tenham bom desempenho – e, consequentemente, comprometam o resultado final da obra – são grandes.

Para evitar que isso aconteça, é preciso que, ao pesquisar a treliça de ferro para construção preço, por exemplo, o custo não seja o único fator para escolher o fornecedor: também é preciso conferir sua reputação, e se ele trabalha com produtos de qualidade.