Indústria moveleira: o crescimento dos setores

Nas últimas décadas, o setor moveleiro só tem apresentado fases de crescimento no mercado nacional. Além de também ser um dos negócios mais lucrativos do país, segundo portais financeiros e instituições especializadas, até 2021 está previsto que ele venha a crescer mais de 20% em relação ao estágio atual.

Como é natural, dentro dessa indústria mais abrangente há uma série de segmentos e nichos menores que complementam o mercado.

Trata-se de prestadoras de serviços, de empresas terceirizadoras e de produtos secundários que contribuem para a continuidade da atividade principal que é a da produção de móveis domiciliares ou corporativos.

Listamos abaixo apenas alguns exemplos de segmentos e serviços associados ao da indústria moveleira:

  • A indústria madeireira em geral;
  • A indústria de plásticos e resinas;
  • A arquitetura e o design de interiores;
  • A indústria de ferro e aço.

De modo mais abrangente, a indústria de móveis se divide em duas áreas principais: a dos moveis planejados e a dos moveis modulados.

Os primeiros constituem os tipos mais refinados, que são feitos de maneira totalmente customizada, segundo exigências de cada cliente, atendendo o caso a caso, segundo a harmonização arquitetônica dos cômodos a serem atendidos.

Os móveis modulados, por sua vez, constituem os tipos mais tradicionais, que remetem às lojas populares que ofertam produtos que saem de fábrica em linha de produção, com medidas fixas e modelos universais.

Estes são os que mais vendem e melhor movimentam o setor como um todo, conforme ficará claro adiante.

Sobre cozinhas moduladas

Ao contrário do que se imagina, uma cozinha modulada moderna não precisa necessariamente ser feita na modalidade planejada. De fato, o setor de móveis modulados continua sendo um dos mais aquecidos e isso se deve a vários fatores.

A principal razão do sucesso dos móveis modulados é que, além do excelente custo-benefício, a modalidade não impossibilita a customização das peças durante a instalação.

Realmente, qualquer que seja o cômodo da casa ou comércio, os móveis desse tipo poderão ser melhor adequados justamente porque vêm em módulos, isto é, em partes, e não em peças totalmente estanques.

O maior exemplo é, provavelmente, o da cozinha modulada de canto.

Atualmente, com a crescente disputa por espaço nas maiores metrópoles do país, alguns cômodos (como as cozinhas, toaletes e afins) tendem a contar com medidas cada vez menores, o que cria dificuldades como na hora de mobiliar o local. Uma das soluções é aproveitar todos os espaços, inclusive os cantos dos cômodos.

Nesse tocante, a cozinha modulada de canto permite que o cliente instale cada um dos módulos de modo a aproveitar todo o espaço do lugar. Seguem abaixo algumas das peças que compõem esse tipo de solução moveleira:

  • As peças do armário;
  • As peças do paneleiro;
  • As peças do gabinete;
  • As peças dos balcões.

Sobre móveis corporativos

Além das cozinhas, que podem ser instaladas em ambientes domiciliares ou comerciais, há outras frentes da indústria moveleira que dizem respeito a soluções voltadas exclusivamente para o mundo corporativo.

Também esses móveis encontram grande demanda e têm passado por um considerável aquecimento de vendas nos últimos anos.

A estação de trabalho é talvez o maior exemplo de móvel corporativo da atualidade. Trata-se de uma peça voltada para escritórios e áreas de criatividade de funcionários, portanto voltada para ambientes internos.

A maneira como a estação será desenvolvida em termos de layout, e a qualidade das instalações impactarão diretamente na aparência geral do espaço e portanto na produtividade das equipes de colaboradores.

Além disso, como se trata, a grosso modo, de uma única mesa, dividida em setores a fim de que vários funcionários possam desfrutá-la conjuntamente, o modo como ela será planejada impactará diretamente na organização dos departamentos da empresa.

Outro exemplo de móvel corporativo tradicional e indispensável no seu nicho encontra-se nas baias de atendimentos. Trata-se das mesas com divisórias que servem para o atendimento de clientes que se sentam de frente para o operador durante o processo.

Existem vários modelos de baias, como a baia de atendimento 3 lugares, mas também outras opções com números que podem ser feitos em conformidade com a necessidade do espaço, e superar a casa das dezenas de baias.

Outra aplicação para esse tipo de móvel é a do call center, nesse sentido ele se aproxima bastante das supracitadas estações de trabalho.

Em todos os casos, tanto os móveis domiciliares quanto os corporativos supracitados demonstram como esse setor tem suas razões para crescer paulatinamente, e como suas finalidades e demandas são universais e indispensáveis para os dias.