Dicas para a decoração de apartamentos pequenos

Nos dias de hoje, é bastante comum ver, cada vez mais, o lançamento de imóveis com um espaço interno bastante reduzido, como é o caso dos apartamentos.

Essas novos modalidades de moradia faz surgir grandes dúvidas nas pessoas, questões que podem ser resumidas a um questionamento único: Como é possível obter um apartamento bem organizado, bonito e decorado mesmo com pouco espaço?Ou seja, como realizar a decoração de apartamentos pequenos?

Para responder essa questão, deve-se ter em mente, antes de tudo, que a falta de espaço não é capaz de impedir um projeto de decoração adequado, tendo em vista que as medidas do apartamento são otimizadas, deixando-o mais funcional e, acima de tudo, mais bonito. Assim, serão abordados quatro assuntos principais:

  • O planejamento de móveis;

  • A escolha dos acabamentos;

  • Os pisos de madeira;

  • Os pisos laminados.

Invista em moveis planejados

Os moveis planejados são aqueles que, como o nome já diz, aderem à ideia de planejamento decorativo juntamente com a economia de espaço.

Nesse sentido, esses móveis são capazes de adaptar-se ao ambiente em que se encontra, tornando o apartamento bem mais dinâmico.

Por serem feitos sob medida, os móveis planejados, apesar de um pouco mais caros que os móveis comuns, moldam-se de acordo com o gosto e com as necessidades do cliente.

Os benefícios do piso de madeira

Na questão da escolha dos acabamentos, é importante que o morador do apartamento tenha em mente os diferentes pisos capazes de complementar a decoração do espaço.

Com isso, os pisos feitos de madeira são uma boa opção, já que eles fornecem a ambientes residenciais um clima de rusticidade e sofisticação, além de dar um ar aconchegante para o local em que foi aplicado.

Além disso, um piso feito de madeira possui uma grande versatilidade dentro dos ambientes domésticos, podendo ser usado em praticamente todos os cômodos de um apartamento.

Entretanto, o consumidor deve ficar atento no momento da escolha do piso ideal, pois existem diversas opções, vários termos diferentes e muitos acabamentos que, inclusive, demandarão manutenções distintas.

A diferença entre o piso laminado e os pisos de madeira natural

A diferença principal que os pisos laminados possuem em relação ao assoalho de madeira refere-se ao material utilizado.

Enquanto o assoalho de madeira é composto por uma madeira legítima, proveniente diretamente dos troncos das árvores, o piso laminado de madeira são feitos a partir de compostos de substrato (ou seja, peças que possuem várias madeiras aglomeradas e prensadas em um mesmo local, também conhecidas como HPP ou HDF).

Basicamente, esses substratos são revestidos com papéis decorativos cobertos por resina. O piso de madeira laminado recebe tal nome pois é constituído por várias lâminas de madeira de várias larguras e comprimentos diferenciados disponíveis.

Vantagens do piso laminado de madeira

Esse piso é revestido de vernizes que o protege de vários desgastes e riscos, fornecendo resistência, além de possibilitar um maior conjunto de desenhos e tonalidades específicas, sem perder a beleza natural da madeira.

O piso desse tipo também possui uma facilidade no momento da instalação e da limpeza, sendo, também, resistente à luz solar, a manchas, riscos, brasas de cigarros, entre outros acontecimentos que normalmente danificam a madeira comum.

Além disso, um piso laminado possui uma grande capacidade de personalização e de variação das cores, formatos, tipos de madeira, entre outros elementos.

A instalação desse piso dispensa toda a necessidade de retirada de revestimentos, realidade comum em pisos de cerâmica e de porcelanatos, visto que ele só requer um nivelamento em relação ao chão e pode ser instalado diretamente sobre o contra piso ou sobre pisos antigos, sem recorrer à quebra – ação que poderia ser um incômodo grande para quem mora em apartamentos.

O que fazer quando já há um piso de madeira natural

Em um apartamento em que o piso é feito de madeira natural, o dono não deve se preocupar em se desfazer do item, sendo, portanto, a restauração de tacos a melhor alternativa.

O taco é um tipo de assoalho especial que possui a característica principal de ser encaixado e não pregado. Além disso, ele é constituído por pequenas peças de madeira.

Todavia, com a passagem do tempo, os tacos podem precisar de uma raspagem de assoalho para que o seu brilho possa ser recuperado.

Na prática, esse serviço é feito por profissionais responsáveis por dar vida ao revestimento, retirando riscos, manchas e opacidades adquiridas com o tempo.