Cuidados essenciais para uma escada de madeira impecável

O taco de madeira vem sendo usado nas casas por décadas. Esse piso quente, por tornar os ambientes mais confortáveis e elegantes, era muito escolhido, e de fato, ainda hoje é utilizado.

Mesmo em residências com o piso mais antigo, a manutenção e a raspagem de taco pode fazer um trabalho impressionante, restaurando a estética ao piso de qualidade, e consequentemente, devolvendo a vida ao ambiente.

Ao contratar uma empresa para raspar taco, pode se ter uma renovação estética sem ter que trocar todo o piso.

Em paralelo, outro artigo de madeira muito utilizado, são as escadas de madeira. Elas são muito escolhidas para ambientes internos, sendo muitas vezes, implantadas direto no projeto inicial da residência.

Elas possuem alta qualidade e resistência, design bonito e bom isolamento térmico, o que é ótimo para residências.

Atualmente, podemos notar o uso demasiado desse material em ambientes externos, como o deck de madeira, jardins e até fachadas das casas.

Esteticamente, este acabamento pode se tornar um projeto marcante

A madeira pode resistir a tração, compressão e torção quando preparadas e adicionadas auxílio térmico ao ambiente. Além disso, é durável e também pode agregar valor sustentável se provir de fonte renovável.

E pode ser reaproveitada, tendência considerável nos dias de hoje, como por exemplo, a madeira de demolição, que deixa o visual mais rústico.

Ainda que o desgaste seja parte inevitável, a manutenção adequada pode resolver o problema. Com o tempo, o piso de madeira desgasta e pode precisar de verniz especial, para aumentar a sua vida útil.

Fatores como o clima, ataques de insetos e fungos, alta taxa de combustão, entre outros, podem danificar o material, tornando-o vulnerável a troca e custos desnecessários.

Se você deseja ou precisa, incluir no seu projeto algum tipo de escada em seu ambiente, é necessário saber os mais adequados para melhor implantação em sua estrutura. Vamos ver alguns modelos de escadas a seguir:

  • Escada com parte de baixo fechada: este tipo tem as paredes na parte inferior ou uma superfície inclinada e lisa. É o mais usado e mais fácil de construir;
  • Escada com vigas laterais: com os degraus vazados, aquelas abertas na parte de baixo, são construídas com duas vigas, nas duas laterais;
  • Escada de concreto com viga central: tipo de construção que mantêm as laterais livres, como se estivessem balançando, no qual os degraus devem ser bem reforçados no centro, para que não rompam. A aparência fica bem leve;
  • Escada flutuante: essencial para projetos arquitetônicos de visual moderno, onde os degraus ficam presos na parede em estrutura embutida, dando a impressão de que estão realmente flutuando;
  • Escada suspensa: os degraus são pendurados e sustentados por cabos de aço nas laterais e devem estar presos ao teto de concreto;
  • Escada cascata: possui a lateral em zigue zague e garante a sustentação devido ao desenho dos degraus.

Com algumas dicas, pode-se ter uma economia vantajosa

A raspagem de piso de madeira pode ser uma técnica de restauração salvadora em alguns casos, dentre eles para apagar arranhões, retirar camadas de verniz velho ou ceras, dar cor natural e brilho, entre outros.

A camada visível do piso deve ser lixado, manualmente, no qual podemos eliminar aquele aspecto de madeira velha e desnivelada, renovando-a, dando o aspecto natural que tinha antes.

Depois de limpo e seco, devemos tratar o material com a aplicação de resina especial ou verniz, que pode ser fosco, acetinado ou com a aplicação de sinteco.

Vale muito conversar com um marceneiro de sua confiança ou mesmo, com um vendedor especializado para saber o melhor tipo.

É possível ainda mudar a cor da madeira, através de clareamento ou ebanização, ou ainda pintar o piso com tinta.

Importante lembrar que a raspagem é indicada apenas para pisos de madeira maciça, com no mínimo 2 cm de espessura.

Conservar a limpeza da sua escada, também é muito importante! Algumas técnicas que podem ajudar você nesse processo, como começar de cima para baixo.

Sempre retire a poeira com uma vassoura e nos cantos com o aspirador de pó e cuidado, para não usar muita força para não danificar a madeira.

Retire também os resíduos e manchas com um pano úmido. Para manchas difíceis, use água morna e sabão neutro, evitando outros produtos.

Nunca use esponjas abrasivas e não esqueça de espanadores e pincéis, para retirar o pó em corrimões e curvas mais difíceis.