Cuidados com a infraestrutura do seu prédio comercial

Há quem pense que acidentes, tais como desmoronamentos e incêndios, são coisas que só ocorrem em edifícios antigos e mal cuidados.

Isso, contudo, não é verdade: na realidade, essas tragédias podem acontecer com toda e qualquer edificação, seja por um descuido de quem a utiliza ou mesmo por um erro de projeto.

Para evitar que isso aconteça, o poder público exige a realização de uma série de vistorias e a emissão de diversos laudos para que uma construção seja considerada regular.

Além disso, os profissionais da área recomendam a adoção de algumas boas práticas, de modo que a estrutura seja segura desde o início de sua construção até sua conclusão.

Quer aprender mais a respeito disso? Então continue lendo e confira algumas informações importantes sobre como deixar a infraestrutura de seu edifício comercial muito mais segura:

  1. Conte com profissionais qualificados

Procedimentos de construção e reforma, de modo geral, são caros e demorados. Além de gastos com o material de construção e a burocracia exigida pelo poder público, há outro item que costuma consumir uma fatia considerável do orçamento do projeto: os custos com pessoal.

Afinal, além de pedreiros e eletricistas, é preciso contar com profissionais com níveis de qualificação mais altos, como engenheiros e arquitetos, para elaborar o projeto e guiar a sua execução.

Por mais que o valor disponível para a intervenção seja reduzido, é importante que o proprietário do espaço não economize na hora de contratar esses profissionais.

Além de assinar todos os documentos necessários para a regularização do imóvel, eles se encarregam de tarefas vitais para que a infraestrutura da edificação seja segura, tais como:

  • Elaboração da estrutura elétrica;

  • Realização dos cálculos estruturais;

  • Elaboração do projeto de saídas de emergência;

  • Escolha dos materiais que farão parte da construção.

Por conta disso, economizar na contratação de pessoal é um barato que pode sair caro.

  1. Invista em uma boa estrutura elétrica

Atualmente, é praticamente impossível sobreviver sem eletricidade. Tanto em residências quanto em empresas, essa energia é essencial para a realização de diversas tarefas cotidianas.

Por conta disso, o uso de material eletrico é tido como uma prioridade em obras: caso sejam usados itens como cabos e disjuntores de segunda, as chances de que haja problemas, como interrupções na distribuição de eletricidade, são grandes.

Da mesma maneira, uma estrutura elétrica de má qualidade, e/ou feita com materiais ruins, pode causar uma série de acidentes, desde choques elétricos até incêndios. Mais uma vez, trata-se de um barato que pode sair caro.

A boa notícia é que evitar esses acidentes é algo muito simples de ser feito.

É interessante, por exemplo, usar um perfilado perfurado: além de evitar que as pessoas tenham contato direto com os fios, o que poderia causar descargas elétricas, esse objeto tem furos que permitem a ventilação em seu interior, evitando o superaquecimento e, assim, a ocorrência de incêndios.

  1. Obtenha o AVCB

Material elétrico, substâncias inflamáveis ou mesmo uma falha humana. Esses são alguns dos motivos que podem causar um incêndio em um edifício, por mais que ele seja novo e moderno. Trata-se, portanto, de algo que pode acontecer em qualquer imóvel.

Para evitar que isso aconteça, o poder público exige que todo e qualquer edifício comercial tenha um Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, conhecido simplesmente como AVCB.

Esse é um documento que só é lavrado após uma vistoria realizada pelos Bombeiros da localidade, que, por sua vez, analisam as instalações, de modo a observar se ela segue todas as normas de previsão e combate a incêndios.

Além disso, pode ser que membros da corporação peçam para analisar alguns documentos relativos à edificação, como o projeto AVCB.

Nesse caso, eles verificarão se esse plano fornece todas as condições de segurança caso seja preciso fazer uma evacuação ou haja alguma emergência. Para evitar erros, recomenda-se a contratação de uma consultoria para ajudar em sua elaboração.

Do mesmo modo, é fundamental ter em mente que há outros laudos que têm que ser obtidos antes da visita do Corpo de Bombeiros, já que eles também têm que ser analisados por eles.

Um deles é um atestado a respeito da resistência dos acabamentos usados perante o fogo, o chamado laudo cmar: ele deve ser obtido com antecedência e mantido sempre em dia para que o imóvel permaneça com status regular.