Construções que você já deve ter visto na estrada

Algumas construções são mais comuns um pouco mais afastadas dos grandes centros urbanos, como em estradas ou para atender a zona rural.

Por exemplo,  em estradas é muito comum identificar taludes, que correspondem a planos inclinados caracterizados por uma superfície rochosa ou de terra.

A inclinação pode ser de ocorrência tanto natural quanto artificial, sendo que a principal distinção é que as inclinações artificiais apresentam melhor acabamento e/ou formas geométricas.

Neste contexto, um trabalho muito visado é o de contenção de taludes, principalmente para evitar ocorrências como desmoronamento, que pode ocorrer por diversos fatores que têm impacto na região, como a força da infiltração da água no subsolo e o peso do solo.

Dessa maneira, se torna necessário construir uma barreira. Existem opções variadas para a realização de trabalho, tais como:

  • Cortina cravada;
  • Cortina de concreto atirantada;
  • Muro de pedra seca;
  • Muro de pedra argamassada.

A cortina cravada conta com o uso de estaca ou de perfil cravado no terreno, ambas opções podem contribuir com uma melhor sustentação.

A obra pode ser realizada de maneira contínua ou descontínua, sendo que nessa segunda situação, os elementos analisados em uma determinada distância entre eles, que é preenchida por placas compostas por concreto ou pranchões de madeira.

É um sistema muito visado para contenções provisórias.

No caso da cortina de concreto atirantada, é ideal para situações geométricas e qualquer tipo de solo, pois apresenta grande versatilidade e eficácia.

Basicamente, se trata de uma estrutura constituída por muros de concreto armado, ou seja, de componentes que apresentam a junção do aço e do concreto garantir uma resistência maior.

Esses itens podem ser tanto vertical quantos subverticais, o que dependerá das necessidades a serem atendidas no local.

Diferenciar o que o muro de pedra seca apresenta é a facilidade relativa na construção, porém ideal para contenção de taludes que apresentam altura torno de 1, 5 m, o que é considerado baixo quando se compara com outros modelos.

De qualquer maneira, os blocos com dimensões regulares promovem grande estabilidade, além de amenizar o atrito entre as pedras.

Por fim, o muro de pedra argamassada com algumas características o modelo anterior, porém determinados espaços nessa estrutura recebem o preenchimento de argamassa composta por areia e cimento.

Outra divergência interessante de ser citada no que diz respeito à aplicação é que atende até o dobro da alternativa anterior, ou seja, taludes de até 3 m.

O que é solo grampeado?

Anteriormente foram citados alguns procedimentos que podem ser aplicados para contenção de taludes e o solo grampeado corresponde a mais uma técnica que pode ser aplicada através de elementos como drenagem, concreto projetado e chumbadores.

Basicamente, o grampeamento consiste na realização de cortes efetuados em maciços de terra, podendo ser usado de maneira temporária ou permanente.

No caso da execução da contenção, uma primeira linha posta pelo chumbadores e revestimento de concreto é executada para que em seguida ocorra o alcance de maior profundidade no processo de escavação.

Para uma melhor compreensão, é interessante abordar que os chumbadores correspondem a barras de aço que são inseridas em uma determinada perfuração presente no maciço, em que recebe a calda de cimento para o devido preenchimento da perfuração.

Após a etapa que envolve os chumbadores, uma armação metálica no talude é instalada e devidamente fixada, porém, em alguns casos pode ser mais favorável utilizar fibras metálicas compostas por aço no concreto, tudo dependerá dos resultados almejados.

Naturalmente, também existe a necessidade de que o maciço em uma drenagem adequada, ou seja, a captação e correto direcionamento do fluxo de água.

Entenda levantamento planialtimétrico cadastral

Em determinados locais, tanto urbanos quanto rurais, a identificação determinadas propriedades dos terrenos é crucial para diversos processos, inclusive para construção.

Há uma atividade que recebe o nome de georreferenciamento e é amplamente utilizado para imóveis, empregado em prol de estabelecer a sua localização, dimensão e forma por meio de técnicas relacionadas com o levantamento topográfico.

Uma das técnicas aplicadas consiste no levantamento planialtimétrico cadastral em que o profissional responsável visa representar de maneira minuciosa a porção de terra rural ou urbana a ser averiguada.

O processo planialtimétrico tem como principal característica a representação em três dimensões que contam com os níveis identificados na propriedade, por exemplo, os taludes artificiais ou naturais, cercas, árvores, bueiros, altura de estradas, plantações, entre outras possibilidades.

É uma alternativa importante para detecção dos desníveis nos locais e por esse motivo é usada para elaboração de diversos projetos como de reservatórios em áreas rurais, loteamentos industriais, regularização do imóvel e para projeto de estruturas variadas, como indústrias, residências, parques e edifícios.

Por mais que seja um construções muito comuns observadas em regiões de estradas, conforme observado, podem ser processos empregados em diversos locais.

Independentemente da área, é importante que cada atividade seja desempenhada por profissionais qualificados e de confiança, pois conforme apresentado ao longo do texto, ações inadequadas podem resultar em graves acidentes.