4 dicas para deixar a sua loja mais segura

Não é preciso ser especialista em segurança pública para saber que o Brasil passa por uma grave crise de criminalidade. Apesar disso, nem todos consideram que estabelecimentos comerciais são mais vulneráveis às ações dos bandidos do que residências, já que eles costumam contar com dinheiro em espécie e equipamentos valiosos em seu interior.

Portanto, se você tem uma empresa, todo cuidado é pouco. A boa notícia é que, devido a essa necessidade, há uma série de soluções disponíveis no mercado para deixar o seu negócio mais seguro.

Além disso, é interessante considerar que isso não se refere apenas a ações de criminosos, mas, também, a outros tipos de imprevistos, como incêndios.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas dicas para que a sua loja seja bem projetada, e, consequentemente, mais segura.

  1. Escolha bem o ponto

Por mais que a adoção de medidas como a instalação de detector de fumaça e de alarme sejam muito eficazes para deixar seu negócio mais seguro, é preciso ter em mente que há algo ainda mais importante para se atingir essa meta: a escolha de um bom ponto.

Na prática, isso significa que, ao escolher o local onde o seu estabelecimento vai funcionar, recomenda-se observar variáveis tais como:

  • Iluminação e movimento da rua;

  • Índices de violência dos arredores;

  • Estado de conservação do imóvel;

  • Presença de postos policiais, corpo de bombeiros e outras autoridades.

Deste modo, você se protege e, ao mesmo tempo, garante que, em caso de ocorrência, seu negócio será atendido prontamente. Além disso, tais medidas farão com que o ponto escolhido faça com que o público se sinta seguro ao visitá-lo, o que, por sua vez, ajuda a melhorar o movimento do espaço.

  1. Invista em um bom projeto de iluminação

Quanto maior for a chance de que um criminoso seja pego e identificado, menos ele se sente encorajado a cometer algum ato ilícito.

Por esse motivo, investir em uma iluminação de qualidade é mais do que uma questão estética, trata-se de uma maneira de diminuir as chances de que o seu negócio seja vítima de um roubo.

Para que essa medida realmente surta os efeitos desejados, é fundamental contratar um profissional que tenha experiência na elaboração de um projeto de iluminação para lojas de roupas e outros estabelecimentos.

Deste modo, garante-se que ele será capacitado para analisar o ambiente, e, assim, criar um projeto de iluminação que o torne menos vulnerável.

  1. Empregue técnicas para prevenir incêndios

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, incêndios não são eventos que acometem apenas imóveis antigos e em mau estado de conservação.

Eles podem atingir toda e qualquer edificação. Por esse motivo, o emprego de técnicas para evitar tais eventos é fundamental tanto para a segurança dos funcionários quanto de seus clientes.

Mais uma vez, há diversas soluções disponíveis no mercado para tal. Um detector de fumaça, por exemplo, é simples, mas poderoso, já que permite a ativação de sprinklers de forma automática, combatendo eventuais focos de incêndio. Assim, as chamas são mantidas sob controle até a chegada dos bombeiros.

Por mais que o objetivo de todos os detectores seja o mesmo, é preciso ter em mente que esse item está disponível em diversos modelos. Entre os mais modernos, está o detector linear, que usa um feixe de luz para verificar se há a presença de fumaça no ambiente.

Ainda assim, apesar de ele ser extremamente avançado, é preciso pesquisar a respeito de suas vantagens e desvantagens, de modo a decidir se ele é o melhor para o seu negócio.

  1. Tenha saídas de emergência

Por último, mas não menos importante, recomenda-se fortemente que o seu estabelecimento tenha saídas de emergência. Deste modo, caso algum imprevisto aconteça, clientes e funcionários podem evacuar o espaço sem maiores problemas, mantendo-se a salvo até que as autoridades cheguem.

Assim, por mais que você veja o barra antipânico preço como muito alto, é preciso ter em mente que esse não é um mero gasto – trata-se de um investimento.

Da mesma maneira, é essencial garantir que todos os itens estejam em bom estado. Para que isso aconteça, recomenda-se o investimento em manutenção preventiva.

Trata-se de um procedimento no qual o item é vistoriado periodicamente, independentemente de dar ou não sinais de defeitos. Deste modo a manutenção de porta corta fogo estará sempre em bom estado de funcionamento.